CÃES FAREJADORES CONTRA O CÂNCER PROJETO SAIBA MAIS KDOG BRASIL

Projeto KDOG Brasil

PROJETO KDOG BRASIL RASTREAMENTO PRECOCE DO CÂNCER

KDOG é um programa de pesquisa em inovação médica da Sociedade Franco Brasileira de Oncologia. O objetivo: desenvolver uma técnica simples, barata e não invasiva de rastreamento do câncer de mama usando o olfato canino.

Desde 2016, a equipe KDOG está trabalhando para tirar proveito do impressionante olfato dos cães para detectar o câncer de mama. Os cães são atualmente treinados por especialistas em cães para reconhecer o odor do câncer a partir de uma compressa simples. O objetivo desta pesquisa é detectar o câncer em seu estágio inicial. Este método é absolutamente sem contato entre o animal e o paciente. Durante o estudo, a taxa de sucesso dos cães na detecção do câncer foi de cerca de 100%.

VEJA O PROJETO

ts-playicon

KDOG Brasil um olhar diferente sobre o
diagnóstico de câncer.

MÉTODO
KDOG

O trabalho de pesquisa da KDOG levou à conclusão de que o câncer de mama emite odores específicos que são indetectáveis ​​pelos humanos. Um cão treinado nessa detecção pode identificar a presença de câncer em lenços umedecidos que só estiveram em contato com a pele. A KDOG pretende desenvolver um método de triagem simples e confiável, não invasivo e acessível a todos.

COORDENADORES DO PROJETO NO BRASIL

O projeto KDOG reúne médicos da SFBO, veterinários e especialistas em cães. Esses profissionais trabalham juntos para melhorar o diagnóstico e a prevenção do câncer de mama.

membross-CarlaIsmael

Dra Carla Ismael

Médica Oncologista
Presidente da SFBO

membros-ClementLegie

Clement Légié

Diretor das Atividades Internacionais

membros-ChristianDomenge

Dr Christian Domenge

Médico Oncologista
Vice-presidente da SFBO

membros-RobertaLopes

Roberta Lopes

Coordenadora Administrativa do Projeto no Brasil

membros-LeandroLopes

Leandro Lopes

Cinoténico
Responsável pelo canil da Guarda Civil

membros-Janaina

Janaína Cristina Costa Gelli

Médica Veterinária

EMPRESAS PARCEIRAS

NOTÍCIAS SOBRE A PESQUISA

Dentro de um laboratório, um circuito é montado com quatro cones que oferecem diferentes amostras de odores do corpo humano. Ônix, um pastor alemão, e Black, um pastor belga, passeiam pelo ambiente em busca de algo muito estudado pela medicina: a detecção do diagnóstico positivo de câncer através do cheiro – imperceptível para humanos, mas não para seus amigos de quatro patas. Treinados desde a ninhada, os cães oferecem 91,8% de certeza na detecção da doença.
Um novo procedimento acaba de ser testado na França na detecção precoce de tumores cancerosos e a grande curiosidade do novo protocolo é a mecânica da pesquisa, colocada em prática e aprovada pelo Instituto Curie: o câncer é detectado a partir do olfato de cães, cerca de mil vezes mais apurado que o dos humanos. A taxa de acerto, que deixou os especialistas da Academia de Medicina da França estupefatos, é de 100%.

TREINAMENTO
DOS CÃES

Os cães têm um olfato que é 100.000 a 1 milhão de vezes mais sensível do que os cheiros humanos, permitindo-lhes distinguir e memorizar cheiros específicos em concentrações mínimas de matéria. Treinados na detecção, os cães são capazes de detectar o odor característico de um tumor em fluidos corporais como o suor, como já são capazes de fazer em buscas de pessoas desaparecidas, detecção de substâncias ilícitas ou explosivos. O KDOG treina cães para detectar câncer de mama cheirando um lenço que só entrou em contato com a pele.